quarta-feira, 9 de julho de 2008

O grande encontro: Passado, Presente e Futuro.

Cansado de tanta discussão e tanta dúvida, o Tempo resolveu unir os seus três principais companheiros: O Passado, o Presente e o Futuro.
Discutiam eles qual dos três era o mais importante. Qual tinha mais valor e qual dava mais sentido à vida das pessoas. Mas nunca chegavam a uma conclusão. Nem mesmo eles sabiam exatamente qual a importância que tinham na vida das pessoas.
O Passado – como só ele sabe ser, preso aos seus conceitos, amarrado em histórias antigas e por vezes até ultrapassadas dizia: - Tenho consciência de que jamais volto na vida das pessoas, pelo menos não de mesma forma. Ao mesmo tempo, sei que sem mim, não se teria nenhuma base, nenhum fundamento para estudos, descobertas, e novos rumos para a vida de uma pessoa. No entanto, vivo triste porque percebi que muitos não me "soltam" de jeito nenhum. Apegam-se de tal maneira que me sinto sufocado. Por mais que eu tente a liberdade, mais as pessoas me chamam de volta. Causo nas pessoas uma profunda tristeza, quando sou associado aos maus momentos, e me pedem mudanças. Mas como posso fazer isso? Queriam que "fosse" diferente. E cada vez mais as pessoas se agarram a mim, impedindo de viver o Presente e conhecer o Futuro, dizia ele com profunda nostalgia.
O Futuro – vive fugindo das pessoas. - Tenho tanto medo de não corresponder as expectativas das pessoas, que estas querem agarrar-me de todo jeito, mesmo que para isso tenham que usar de métodos ilícitos. Tenho dúvidas, sinto um constante perigo iminente. Causo assim a ansiedade e a angústia no coração das pessoas. Poucos conseguem corresponder as minhas perspectivas, assim também como eu mesmo me perco, ao fato de as pessoas terem uma visão errônea a meu respeito. Afinal, como posso retribuir aos pedidos que não são cultivados? Que não são objetivos e realizáveis? Eu jamais posso agir sozinho, para isto acontecer, para que eu possa retribuir de maneira agradável, à altura da pessoa que me chama, esta pessoa teria que no mínimo plantar bons pensamentos e sentimentos, e refletir estes em boas ações no Presente. Me confundem com o Passado, comparando-nos excessivamente, ao mesmo tempo, sei de minha grande importância em comparação ao Passado. Pois sou o novo, o Progresso e isso não muda. Mas as pessoas se prendem ao Passado, vivem no Futuro e esquecem do Presente.
- Até mesmo nesta "discussão" vocês esqueceram do Presente? Dizia o Tempo. Até mesmo entre vocês, nas gigantescas diferenças que possuem, deixaram de lado o Presente? O que dizer das pessoas então?
O Passado e o Futuro permaneciam silenciosos e apenas ouviam!
- Não é esta a seqüência correta de uma vida: Passado, Futuro e Presente. Por que não seguiram a ordem dos fatos? Da realidade?
Sua vez Presente, fale-nos como se sente. Disse o Tempo.
Presente - Tenta estar no momento! - Procuro de todas as formas me fazer ver, mas ninguém me enxerga! Estou ao lado das pessoas todo o tempo, a cada instante, sou o mais constante, o mais acessível, o mais realista, o mais consciente. No entanto, por mais que eu me esforce, muitos somente se dão conta de mim, no fim da vida. Insisto em "atenção consciente" – de prestar atenção no momento – em mim, insisto em ensinar as pessoas a viver intensamente cada momento, a elas estarem junto delas mesmas integralmente. Sou o único que posso fazer e aceitar mudanças. Mas, o que vejo é a prisão do Passado e a dúvida do Futuro consumindo a todos. E por mais que eu tente mostrar a todos que sou muito mais importante, e que através de mim, ou seja, cuidando de mim, o Passado não fica tão torturante e o Futuro tão angustiante, infelizmente a maioria não percebe. Até tentam, por um breve período, mas logo em seguida, caem novamente nas tentações do Passado e na curiosidade do Futuro, e outra vez, fico só.
Todos se calaram. Nada mais foi preciso dizer. O Presente estava ali mais presente do que nunca, mostrando a todos que dele dependem o Passado e o Futuro...
O Tempo liberou seus três companheiros dizendo:
- É uma pena que a maioria vive do Passado, enquanto outros "tentam viver" no Futuro, e esquecem do Presente! Vocês não têm culpa dos desatinos e loucuras que cada pessoa comete. Que cada um de vocês cumpra o seu papel, na certeza de que quem os cria são as pessoas.
Que todos aprendam com você Passado. Que todos tenham objetivos com você Futuro.Que todos valorizem e vivam você Presente.

Um comentário:

Saskia disse...

O Passado reflete o Presente que refletirá o Futuro.
A vida é cíclica. E o Presente, nos dá chance de fechar círculos incompletos e começar novos círculos.