quinta-feira, 17 de julho de 2008

Amor e individualidade.

A individualidade é necessária para o crescimento e a evolução pessoal. Saber que tudo depende de você e somente de você é que faz com que você reflita sobre o que está acontecendo em sua vida. Permitir que o outro tente induzi-lo às suas vontades é deixar-se de lado. Em se tratando do amor, este nobre sentimento, que antes de amar a carne, ama a alma do outro, é ainda mais delicada a compreensão.Alguns confundem o amor, acreditam que tem o direito a cobranças, exigências. Mas o amor não é assim, o amor é a si mesmo e isso basta.Ele é leve e natural, não faz sofrer, não leva à revolta, mas sim, a compreensão verdadeira de si mesmo e do outro.Respeita a sua Essência e a Essência do outro. É capaz de permanecer ao lado, em silêncio ou na palavra, apenas pela presença, oferecendo o que há de melhor dentro de si... A compreensão, o carinho, o respeito, a total reciprocidade de sentimentos, sem jamais perder a consciência da individualidade.Sim, dois inteiros que formam um Todo. Mas para isto acontecer, deve sim existir o amor verdadeiro. E para tal, é preciso ter o coração tão aberto, a ponto de amar a todos com respeito, sabendo que cada um tem sentimentos e desejos assim como você.

3 comentários:

Paula disse...

É isso mesmo! O amor verdadeiro não escraviza, só agrega!!!

Anônimo disse...

Nesse momento eu precisava muito de uma palavra. obrigada.

Saskia disse...

Mario Quintana: "O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser."
Lao Tse: "Amar alguém profundamente nos dá força, ser amado profundamente por alguém nos dá coragem."
"Almas gêmeas... são duas pessoas que cuidam em não maltratar o amor que as envolveu." (Sem autoria conhecida)