domingo, 7 de junho de 2009

Saudade é o amor que fica.

Pensamos saudade como sentimento de separação e distância das coisas ou pessoas que a gente ama, está distante ou não mais possui.
Mas afinal, todos os dias, a todo instante não temos perdas, separações e distância? O nosso presente, logo se transformará em passado e de alguma forma nos trará saudade de alguém, de um momento, de uma passagem. A vida é uma constante saudade. Precisamos entender a saudade como um sentimento de amor que fica e não reter sentimento negatívos junto a saudade.
Temos que entender que a saudade é lembranças de coisas boas, pessoas queridas, amores compartilhados.
Mas como todo sentimento, precisamos saber lidar com a saudade, afinal, não podemos virar “escravos” deste sentimento. Vejo tanta gente retendo sentimentos, sofrendo com dores do passado e transformando isso em saudade em algo ruim, algo que doi.
Precisamos ter sabedoria para lidar com a saudade, para assim transforma-la em algo bom e para isso precisamos aprender salvar a essência das coisas que passaram. Só assim conseguiremos dar permanência e imortalidade a esse sentimento.
O verdadeiro amor é uma saudade constante, mas sem egoísmo e dúvidas.

Mas e se a dor apertar? 
Tente sempre lembrar dos momentos felizes vividos. Essa é a melhor maneira de afastar a dor, pois não há dor que resista a alegrias vividas.
Temos que entender, que um dia todos nós vamos nos separar. E neste momento vamos ter a certeza de que o “pra sempre” só existe por um tempo, por isso ele precisa ser intenso e verdadeiro. Quando entendermos isso teremos a certeza que não importarta o tempo de uma relação, o que importa é a sua verdade de sentimentos.
Só assim ela poderá ficar para sempre em nosso coração, despertando a saudade como um sentimento de amor que ficou e ficará para sempre.

12 comentários:

Anônimo disse...

Esse sobre a saudade é realmente perfeito explicou exatamente oq eu sinto muitas vezes e nao conseguia dizer...
E sentir saudade de alguma coisa que nunca se teve, é possível?? Vc alguma vez já sentiu isso??
Lindo dimais este texto!!
Beijos e boa semana
tas*

Wagner Marques disse...

amor é aquele bicho que nos ró sem permissão...

Anônimo disse...

Fernando, você escreve de uma maneira muito gentil.

Chabuca disse...

Vc é muito sensível. Passei a acompanhar teu blog porque li muitas coisas que gostaria tbem de ter escrito.Parabéns pela clareza de ideias.

Anônimo disse...

O vazio deixado por uma pessoa que se vai é proporcional a sua grandeza.Resta-nos então como consolo procurar nos contagiar com aquela grandeza, absorve-la ao maximo como um elixir de vida,para tentarmos ser tão grandes quanto aquele que nos deixou,conferindo-lhe assim uma imortalidade dentro de nós

Gra disse...

Fascinante!

Anônimo disse...

Soubeste expor com extrema sensibilidade o que às vezes, não conseguimos entender. Parabéns pelo belo texto..

Ana disse...

Parabéns pelo texto e pelo blog! Ao ler o que você escreve, eu sentindo coisas boas.A sensibilidade que você tem... Suas palavras vem diretamente da alma e realmente fazem a diferença.

Cristina Linardi disse...

Nossa, vc é um sábio. Quem é vc? Acabei de conhecer teu blog e teus textos são muito profundos.
Me diz, quem é vc???
Abraços!

Cristiana Teixeira disse...

Esse texto é de uma sutileza espantosa!
E como já disse. Quebrou meus paradigmas a respeito da palavra SAUDADE!
Me fez reviver a nostalgia que a própria expressão carrega, mas tornando-a mais leve e aproveitável!

Aracélie disse...

Oi Fernando,
Voltei, estava com saudades.... Lindo o texto, sensível e muito real.Aliviou um pouco a angústia, que as vezes sinto, ao pensar no passado, nas coisas que vivi, que tive, na juventude, no descompromisso, no deixa a vida me levar..Saudades não é todo ruim, o bom é aprender senti-la de forma positiva.
bj

Anônimo disse...

Este texto foi unico, sabio e certamente o que eu precisava ouvir no dia de hoje. Me ajudou muito.