quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Um dia olharei para trás e enxergarei tudo com outros olhos.
Ficarei com ódio, por ter me doado tanto;
Ficarei com pena, por ter entregue minha alegria e meus sonhos nas mãos de uma única pessoa e permitido que ela os levassem de mim;
Ficarei com dúvida do porque não enxerguei os limites do bom senso;
Ficarei intrigada ao tentar entender que aquele amor que eu insistia em preservar, só despertava mais desamor por mim;
Ficarei indigninada em ter persistido numa relação ganha-perde, onde meu sofrimento determinava a satisfação do outro;
Ficarei furiosa em constatar que eu poderia ter resumido a história em poucos meses, mas insisti em prorrogar por anos;
Ficarei angustiada em ver tantas lágrimas derramadas em vão, nas noites sem dormir que não poderão mais voltar;
Por fim, ficarei aliviada em ver que essas lágrimas secaram e que o céu, apesar de tudo, voltou a brilhar!
É hora de viver a vida e deixar a expectativa de sonho, porque contos de fadas modernos não tem fadas, muito menos príncipes.

Esse texto é da querida amiga Renata Lorena.
Quem nunca se culpou por ter acreditado no amor e por ter entregue o coração para uma pessoa que não o valorizava? Faz parte da vida, é aprendizado. Serve para valorizar ainda mais os amores e sentimentos futuros. Aprendemos a não entregar nosso coração a quem não merece, ou não sabe o que fazer com ele. De fato ficamos mais restritos, fechados, mas quando o sentimento voltar, pode ter certeza que será real e para sempre.


4 comentários:

Eliana disse...

Olá Fernanado! Acabei de ler o texto da sua amiga Renata Lorena, realmente incrível! Porquê precisa ser assim? É muito doloroso. Mas sei, lá no fundo do meu coração, que isso é um aprendizado, uma etapa da minha vida que está passando... Tenho muito medo de recomeçar, mas ao mesmo tempo, é como você disse:"quando o sentimento voltar, pode ter certeza que será real e para sempre". Tudo o que eu precisava ler hoje, para começar o meu dia amanhã mais feliz!!!! Obrigada. Eliana

Anônimo disse...

Espero mesmo que um dia isso tudo aconteça. Obrigada pelos textos que trazem conforto pra quem passa por essa situação.
Abraços.

*betinha* disse...

Eu precisava ler e reler e reler e reler o que a Renata escreveu. Entendi cada palavra colocada em um desabafo simples de um fato que me deu a impressão de termos conversado, e me espelhei em tudo , absolutamente tudo. Obrigada Fernando por ter me dado o privilégio de acessar seu blog e poder ler o relato sentido e ao mesmo tempo liberto de sua amiga Renata. Um grande abraço a ambos.

Daiane disse...

FERNANDO QUERIA CONVERSAR COM VC A RESPEITO DE UNS ASSUNTOS, GOSTARIA DE ORIENTAÇÃO NA VERDADE.... PODE ME AJUDAR